quarta-feira, 24 de maio de 2017

Igreja volta a crescer no Iraque


* * * Extraído do Portal Cpadnews * * *

Distribuição de Bíblias e livros cristãos é vista como uma distribuição de sementes para adultos, jovens e crianças que permaneceram no país
Fonte: Portas Abertas | 12/05/2017 - 17:00

Através de um programa de distribuição de Bíblias e livros cristãos, a Portas Abertas e a igreja no Iraque tem abastecido muitas famílias que viviam na planície de Nínive e que perderam todos os seus pertences, inclusive seus livros. "É por isso que a demanda por Bíblias e outros materiais cristãos ainda é alta", disse Sajjad, um distribuidor que se uniu ao trabalho da equipe.
"Projetos como esse e com o foco em crianças, têm um lugar especial em seu coração. Percebo que a nova vida está acontecendo", ele disse. "O que estamos fazendo com esses livros é, na verdade, distribuindo sementes do evangelho para essas vidas. Eu tenho um sonho que, dentro de 15 anos, elas terão brotado e crescido e que essas crianças estarão maduras espiritualmente, com um relacionamento vivo com Cristo. Para que isso aconteça, precisamos de muita oração", afirma.
Ele enfatiza ainda que a distribuição de livros cristãos só é eficaz quando está inserida a uma sólida estratégia de discipulado. "É por isso que também treinamos professores e voluntários da escola dominical, para ajudá-los a comunicar o evangelho aos jovens", explica. O Iraque é a 7ª nação na atual Lista Mundial da Perseguição, onde muitos cristãos tiveram que abandonar o país para poupar suas vidas, mas muitos decidiram ficar para dar continuidade aos trabalhos de reconstrução da igreja no país.
Você também pode semear no solo onde vivem os cristãos perseguidos

Além disso, assine a petição para garantir aos nossos irmãos uma vida digna e direitos de igualdade para eles, independente de etnia, status ou religião. Saiba mais sobre o Iraque depois de 14 anos de guerra.


Tags: Bíblia, Cpadnews, Deus, Igreja, Jesus Cristo, Missão, Perseguição

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Quem não é de verdade, não suportará a verdade.



* * * Por Jairo Guirra * * *

Em uma igreja clandestina na União Soviética em 1978, cantavam uma canção para Jesus quando os soldados entraram com rifles nas mãos.

O culto foi imediatamente interrompido pelos soldados do exército soviético, que invadiram o local da reunião com toda a selvageria.

Ninguém sabia como eles tinham localizado aquela igreja clandestina que se reunia no mesmo local a bastante tempo.

"O que vocês estão fazendo aqui?" eles gritaram.
"Estão adorando ao seu Deus imaginário?

Os membros da igreja ficaram assustados pensando que, provavelmente haveria mais soldados armados esperando-os do lado de fora para leva-los a prisão.

Mas o que estava para acontecer era bem pior do que simplesmente ser preso.

De repente, o soldado em comando, gritou:

"Todos aqueles que são fiéis a Deus fiquem de pé do lado direito da igreja, pois vocês serão fuzilados por sua fé.

São vocês que decidem se vão viver ou morrer.

Os fiéis a esse chamado "Deus", morrerão.

Mas os que O negarem sairão livres.

Cinco minutos antes, todos igualmente cantavam louvores a Deus mas agora era uma questão de vida ou morte.

Muitos se levantaram e foram para a esquerda, alguns poucos, corajosamente, colocaram -se a direita, enquanto faziam rapidamente suas últimas orações.

Famílias separadas queriam ficar unidas, mas alguns estavam num lado e outros do outro.

Um dos soldados disse: "Vocês do lado esquerdo já podem sair.

Eles deixaram o local sem conseguir olhar no rosto de seus irmãos e parentes que em breve morreriam.

Estavam tomados de vergonha.

Quando somente os da direita ficaram, os soldados colocaram suas armas nos assentos e lhes disseram:

"Nós também somos cristãos!

Mas queríamos adorar a Deus sem os hipócritas.

Agora, vamos continuar o culto.



Hoje todos estão muito parecidos.

Está cada dia mais difícil diferenciar cristãos verdadeiros de simples réplicas.

Convertidos e convencidos se misturam na multidão.

Mas está chegando a hora da verdade, e quem não for de verdade não vai suportar a verdade.

QUE DEUS TENHA MISERICÓRDIA DE NOSSA ALMA.


Tags: Adoração, Cristãos, Culto, Evangelho, Fé, Jesus Cristo, Salvação

sexta-feira, 12 de maio de 2017

Violência contra os cristãos aumenta na Índia: `Um ataque a cada 40 horas



* * * Extraído do Portal Cpadnews * * *

Relatório do Conselho Cristão da Índia afirma que os ataques contra os cristãos aumentaram consideravelmente, após um partido extremista hindu assumir o governo do país
Fonte: Guia-me / com informações The Christian Post | 02/05/2017 - 11:30

Um novo relatório diz que os ataques violentos contra a minoria cristã na Índia estão aumentando a um ritmo alarmante, já que os membros encorajados de grupos próximos ao partido nacionalista hindu, que governa o país, procuram criar uma "nação hindu". Em média, um ataque contra cristãos é registrado a cada 40 horas, destaca o relatório.
O relatório do Conselho Cristão da Índia afirma que os ataques contra os cristãos aumentaram cerca de 20% em 2016, e a violência física contra os cristãos aumentou em até 40%. Um novo ataque neste perfil (contra cristãos, motivado por intolerância religiosa) está sendo relatado a cada 40 horas, acrescentou.
"Os ataques se tornaram mais graves e mais frequentes, os incidentes costumavam estar concentrados em alguns estados, agora a violência se espalhou para 23 estados", observou o relatório, ressaltando que a maior elevação foi registrada no norte do estado de Uttar Pradesh e no sul do estado de Telangana.
Os ataques envolvem agressões físicas, vandalismo e incêndio em igrejas, Bíblias sendo queimadas, ameaças de morte, cristãos sendo forçados a renunciar à sua fé e converter-se ao hinduísmo, além da interrupção e ataques aos cultos e reuniões de oração.
Em um desses casos, os nacionalistas hindus espancaram um evangelista com correntes, o despiram e o forçaram a beber urina, diz o relatório. Em outro incidente, um cemitério cristão foi profanado e esqueletos desenterrados e espalhados pelo local, acrescenta.
Os ataques contra os cristãos têm aumentado desde que o partido nacional hindu Bharatiya Janata (BJP) ganhou a eleição nacional, em 2014. O BJP acredita e propaga a ideologia 'Hindutva' - que pretende construir uma Índia onde os hindus e a cultura hindu serão dominantes. Acredita-se que o 'BJP' seja a ala política do principal grupo nacionalista / extremista hindu Rashtriya Swayamsevak Sangh.
Mobilização internacional
No mês passado, mais de 100 membros do Congresso dos EUA escreveram uma carta ao ministro do Interior da Índia, pedindo-lhe que autorizasse a organização cristã de apoio a crianças, 'Compassion International' a continuar seu trabalho naquele país. A instituição de caridade foi obrigada recentemente a encerrar seus programas na Índia, em meio a uma repressão contínua do governo do BJP sobre organizações sem fins lucrativos que recebem financiamento estrangeiro.
O tratamento dado pelo governo indiano à Compassion International "causou séria preocupação no Congresso dos EUA", disse a carta endereçada ao ministro do Interior da Índia, Rajnath Singh.
O governo indiano alega que a Compassion estava "financiando conversões religiosas" no país.
"Estamos escrevendo porque acreditamos que o Ministério dos Assuntos Internos emitiu uma circular interbancária que impede que todos os bancos comerciais na Índia processem as transferências bancárias da Compassion sem a aprovação prévia do Ministério. Como resultado, a Compassuion não consegue reunir os fundos necessários para continuar... em detrimento das centenas de milhares de crianças que a ONG serve na Índia. Muitos dos nossos eleitores, que construíram apegos emocionais através de anos de relacionamento com essas crianças, estão devastados por esse corte abrupto", continuou a carta.
Casos de violência
No início deste mês, uma organização juvenil extremista hindu 'Yuva Vahini' - conhecida por causar incêndios criminosos e promover a violência contra minorias religiosas, forçou a polícia a interromper uma reunião de oração entre cristãos na área de Dathauli, no distrito de Maharajganj, em Uttar Pradesh, que estava contando com a participação de mais de 150 pessoas e 11 Turistas americanos. O grupo apresentou extremista uma queixa, alegando que o encontro se destinava a "converter ao cristianismo".
No início deste ano, o mesmo grupo hindu atacou a Igreja 'Evangelho Pleno' em Gorakhpur, área de Uttar Pradesh, também acusando a congregação de "converter pessoas" ao cristianismo.
O grupo foi formado por um líder do BJP, Yogi Adityanath, que assumiu o cargo de ministro-chefe do Estado de Uttar Pradesh no mês passado, após a vitória de seu partido.
Em fevereiro, um evangelista, Dr. Kusuma Anjeneya Swamy, de 47 anos, foi internado em coma, pouco depois de ter sido assediado por extremistas hindus por distribuir publicamente cópias do Novo Testamento na cidade de Hyderabad, no sul do país. O grupo de homens ameaçou queimá-lo vivo e questionou "se Jesus o salvaria das chamas".
Embora não houvesse evidência de violência física, o evangelista aparentemente sofreu uma hemorragia cerebral e entrou em coma, horas depois do incidente.
Tags: Cpadnews, Cristãos, Evangelho, Evangélicos, Índia, Igreja, Jesus Cristo, Missão, Tortura, Violência

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Aluno é expulso por citar versículo sobre homossexualidade e processa universidade no Reino Unido



* * * Extraído do Cpadnews * * *
Felix Ngole foi expulso da Universidade onde estudava, após publicar no Facebook um verso bíblico e se opor ao casamento gay.
Fonte: Guiame/ Com informações do Christian Post | 26/04/2017 - 17:00

Um estudante cristão do Reino Unido que foi expulso da Universidade de Sheffield por citar versículos da Bíblia e afirmar que a homossexualidade é uma "abominação" ganhou uma revisão judicial sobre o caso.
Segundo o jornal britânico 'Premier' relatou na última terça-feira (24), a controvérsia decorre da decisão da universidade de expulsar Felix Ngole, um estudante cristão que citou em publicações do Facebook, a passagem de Levítico 20:13, que diz: "Quando também um homem se deitar com outro homem, como com mulher, ambos fizeram abominação; certamente morrerão; o seu sangue será sobre eles".
Ngole também teria defendido em postagens on-line, a tabeliã cristã de Kentucky (EUA), Kim Davis por ela ter decidido não emitir licenças de casamento para homossexuais após a legalização do casamento gay nos Estados Unidos em 2015.
Ngole vem discutindo a decisão da universidade e marcou uma pequena vitória na última terça-feira, quando o juiz do Supremo Tribunal James Lewis disse que era possível considerar que a medida adotada pela instituição de ensino era desproporcional.
O estudante está tentando fazer com que sua expulsão seja revogada, mas terá que esperar pela decisão em um julgamento que deve acontecer no segundo semestre de 2017.
Andrea Williams, do Centro Legal Cristão, que está apoiando Ngole neste caso, disse em 2016: "O Sr. Ngole trabalhou com aqueles que se identificam como homossexuais no passado e sempre os tratou com respeito, nunca os discriminou. Não há qualquer evidência que as visões bíblicas de Felix tenham impactado negativamente seu trabalho".
A Universidade tinha argumentado que o estudante transgrediu limites que o tornaram inadequado para atuar como assistente social - profissão que ele gostaria de seguir com a conclusão de seu curso superior.
Williams acrescentou, no entanto: "Nós nos acostumamos com os registradores, enfermeiras, professores, magistrados e conselheiros sendo disciplinados em seu trabalho por agir de acordo com a sua consciência, mas esta é a primeira vez que um estudante cristão foi impedido de trabalhar mesmo antes de ingressar na sua profissão escolhida para ajudar outras pessoas - simplesmente por manter os pontos de vista dos cristãos sobre o casamento e a sexualidade".
Ngole explicou em 2016 que ele estava simplesmente usando a mídia social para expressar suas opiniões.
"Nas minhas postagens do Facebook em questão, simplesmente expressei apoio à visão bíblica do casamento e da sexualidade", disse ele em uma declaração na época. "No entanto, fui advertido pela universidade por causa desses pontos de vista e eles decidiram unilateralmente encerrar a minha matrícula. Ao fazê-lo, eles também me impossibilitaram de continar o meu treinamento para a minha vocação escolhida".
Contexto
Vários cristãos têm entrado com processos judiciais neste mesmo perfil de combate à intolerância no Reino Unido. Muitos deles dizem que sofrem discriminação devido a suas opiniões religiosas.
Em um desses casos, uma enfermeira cristã com o nome de Sarah Kuteh foi demitida em junho de 2016 pelo Serviço Nacional de Saúde da Inglaterra por se oferecer para orar com pacientes.
"Fui expulsa do hospital depois de tudo o que fiz durante todos os meus anos como enfermeira e me disseram que não podia nem falar com nenhum de meus colegas", disse Kuteh sobre a forma como foi penalizada. "Tudo o que eu tinha feito era cuidar dos pacientes. Como poderia ser prejudicial dizer a alguém sobre Jesus?"

Tags: Apocalipse, Bíblia, Cristãos, Cpadenews, Deus, Evangelho, Intolerância Religiosa, Jesus Cristo, Levítico,  Perseguição

quarta-feira, 3 de maio de 2017

China está vivendo um dos grandes avivamentos do mundo, diz estudioso



* * * Extraído do Portal Cpadnews * * *

Milhões de chineses se voltam para os princípios da fé para ajudar a reorganizar a sociedade, segundo o autor Ian Johnson
Fonte: Guiame/ Com informações de Christian Today | 27/04/2017 - 09:00

A China está sendo movida por “um dos grandes avivamentos espirituais do mundo”, afirma o autor premiado Ian Johnson. Ele aponta que as potências mundiais devem se atentar a esta transformação espiritual, pois isso poderá ter repercussões globais.
“As pessoas estão à procura de novos princípios, uma espécie de bússola moral para organizar a sociedade”, disse Johnson em um artigo para o site The Atlantic. “Eles estão se voltando para a religião como fonte de valores para ajudar a reorganizar a sociedade”
Os condutores dessa revolução religiosa são as igrejas cristãs que não estão registados pelas autoridades e são desaprovadas pelo governo chinês.
“Estes grupos se tornaram surpreendentemente bem organizados e, muitas vezes, contam com centenas de fiéis”, disse o estudioso. “Eles ajudaram o número de protestantes a subir de cerca de um milhão — quando os comunistas tomaram o poder — a pelo menos 60 milhões hoje”.
Embora o Partido Comunista Chinês ainda esteja em profunda oposição ao rápido crescimento das igrejas subterrâneas, sua repressão não impediu as pessoas de viverem sua fé.
“Qualquer visitante do país pode dizer que o número de igrejas, mesquitas e templos aumentou nos últimos anos, e que muitas delas estão cheias”, analisa Johnson.
“Embora os problemas continuem aumentando, o espaço para a expressão religiosa tem crescido e os cristãos chineses têm aproveitado isso em busca de novas ideias e valores para sustentar uma sociedade que há muito tempo tem descartado a moralidade tradicional”, o autor afirma.
Johnson ainda acrescenta: “Centenas de milhões de chineses são consumidos com a dúvida sobre sua sociedade e se voltam para a religião. Na fé eles encontram respostas que não encontram no mundo secular construído em torno deles”.

Tags: Cpadnews, Fé, Fim dos Tempos, Igreja, Jesus Cristo, Missão, Volta de Cristo